DN Online: ‘Gato Fedorento’ rompe com a SIC

The estimated reading time for this post is 5 seconds

Já não é novidade, mas aqui fica: DN Online: ‘Gato Fedorento’ rompe com a SIC. E agora?

13 thoughts on “DN Online: ‘Gato Fedorento’ rompe com a SIC”

  1. epah é xato, pois claro que fico chateado….
    seja como for se havia um acordo de principio a SIC tinha mais era do que respeitar, apesar de que se diga os gatos já fizeram balurdios com esta cena….
    é pena ficar sem essa série mas é assim

  2. Damn… estarei também eu a tornar-me clichè? If you say so… 😀
    Lê a crítica do Eduardo Sintra Torres no Público do domingo passado e já tens a minha opinião.

  3. Já li, e está bem escrita. No entanto, ele nunca diz que eles se “venderam”, como implicas. Decide-te!

  4. Eu não acho k eles se tenham vendido (quer dizer… pensei isso quando na semana passada vi sketches deles na sic generalista, mas o facto de terem rompido o contrato prova que não) mas acho k a última série de sketches deles (a série Barbosa) a ser exibida na sic radical é bem pior que as outras que eles tinham feito, daí dizer que se estão a tornar mainstream. Juntando a ist o conjunto de outras actividades a que eles se dedicam e o facto de aquilo no início ser um nicho de mercado muito reduzido, apenas para alguns fãs do good old humor e de agora teres peixeiras a cantarolar mêmes deles…

  5. Quanto à qualidade da última série não comento, é a tua opinião. Agora comento é a tua opinião seguinte… Então, a partir do momento em que peixeiras contam piadas deles e se riem, a série passa a ser má?? Nunca vi coisa tão pedante e ridicula. A única pessoa que alguma vez vi expressar uma opinião nos mesmo moldes foi a Anabela Mota Ribeiro, e acho que não tenho de dizer muito mais…

  6. Se fores a ver quais os programas de ‘humor’ preferidos da maioria das pessoas (aka povo português bem boçal) encontras pérolas da comédia como ‘Os Batanetes’, ‘Malucos do Riso’, ‘Os Serranos’ and so on… a partir do momento em que o Gato Fedorento passa do nicho de mercado que possuía para agradar a este grande público, só há duas hipóteses: ou o grande público se tornou inteligente ou o humor deles decaíu. A segunda parece-me mais verosímel.

  7. Custa-me ver essa tua falta de fé no cidadão médio. Mas dou-te outra alternativa às que indicaste: e se a maioria das pessoas (que não têm TV por cabo) apenas ansiassem por um tipo de humor diferente, que o “Gato Fedorento” veio trazer? Repara que não havia nada do género antes. Assim, quando a alternativa aos “Malucos…” existe, as pessoas aderem. Ou não?

  8. Em alternativa aos ‘Malucos…’ podes tipo… desligar a tv. Quem via esses programas era porque queria, não me parece que fosse por falta de alternativas por não terem tv cabo. Eu só há 4 anos é que tive tv cabo e antes disso tinha na mesma algum critério na escolha dos programas que via. E tinha mas ocupações para além de ver tv. Não temos de ver programas que achamos maus só porque não há progrmamas que achamos bons.

  9. Agora é a minha vez de ter falta de fé no cidadão médio. Quantos “cidadãos médios” vão pegar num livro (por exemplo) se não há nada de jeito na TV? Mais rapidamente iriam ler “A Bola”, jogar às cartas no café, etc. Por isso, não duvides, mesmo que o que passe na TV seja mau, eles (nós) vão ver. Além disso, se em todos os canais que têm só passam coisas más, como é que eles sabem o que é bom? É a velha teoria de que tem de haver um “mal” para saber o que é “bem”.

    Voltando ao ponto inicial, não é por o “Gato Fedorento” passar num canal generalista ou vender muitos DVDs que passa a ser mau. Passa a ser mau no dia em que não tiver piada.

Leave a Reply