Quando ouvi na TSF o anúncio do dia de luto nacion…

The estimated reading time for this post is 25 seconds

Quando ouvi na TSF o anúncio do dia de luto nacional pela morte de Álvaro Cunhal, lembrei-me de escrever aqui qualquer coisa. No entanto, Manuel Pinheiro adiantou-se e já o fez no Mão Invisível.

Outra coisa que me fez impressão, e não negando o cunho que deixou em Portugal, foi ouvir as pessoas que o tinham conhecido falar dele. Aquilo era mesmo o culto da personalidade! Afinal, não existe só na Coreia do Norte e em Cuba.

2 Replies to “Quando ouvi na TSF o anúncio do dia de luto nacion…”

  1. Duarte, caro amigo,

    Independentemente das conviccoes politicas de cada um/a e das diferencas que cada um/a possa ter (como o proprio Jorge Sampaio afirmou) Alvaro Cunhal foi um homem que lutou durante cerca de quarenta anos, na clandestinidade, foi preso, torturado e fe-lo em nome da democracia! Independentemente de tudo eh um icone da democracia! Foi gracas a alguns, “alvaros” e uns quantos “vascos” uns mais anonimos que outros que nos foi possivel nascer num pais democratico.

    Se pensarmos bem, porque deveremos encarar como perfeitamente natural um pais laico na sua constituicao declarar dois dias de luto nacional por uma “irma” que supostamente teve uma visao de uma figura iconizada do catolocismo e nao um homem que eh um dos grandes nomes da historia portuguesa do sec XX?

    Atencao que nao quero com isto dizer que achei mal que a sra. lucia tivesse honras de luto nacional. Mas custa-me ver, e vi outros comentarios, nomeadamente no publico, que apoquenta as pessoas saber que o sr. alvaro teve direito a semelhante honra. Quando, bem pensado, a democracia beneficia todas e todos, comunistas, nao comunistas, catolicos, nao catolicos, e a visao de fatima so traz algum calor a catolicos.

    beijos

  2. Não nego que Cunhal marcou a politica portuguesa, e também não me agradou particularmente o luto para a irmã Lucia, mas então vamos declarar luto nacional por TODOS os que de alguma maneira marcaram Portugal. Não sei porquê, mas acho que não vão haver dias que cheguem…

Leave a Reply