There’s a new Pope in town!

The estimated reading time for this post is 20 seconds

É verdade, há um novo Papa… Se o João Paulo II já era velho há dez anos, este Bento XVI, com 78 já é candidato a ex-Papa. É cruel, mas se se pretendia um Papa que rejuvenescesse a Igreja, este parece o menos indicado. E é claro que não é pela idade. Sendo um dos mais conservadores, acho que vai haver uma festança hoje à noite na sede da Opus Dei.

8 Replies to “There’s a new Pope in town!”

  1. Possivelmente temos que encarar este Papa como uma passagem para o próximo. A escolha deste Papa foi provavelmente um desejo de JPII. Alemão depois de um Polaco, para diferenciar de vez os alemães do Nazismo, e pedir desculpa ao povo Judeu. Muito conservador, para que possa seguir a linha de JPII.

  2. Alguns sim, outros não.. Como em tudo na vida… Mas não são os não católicos que têm que querer ou deixar de querer..

  3. Bem sei que a igreja admite que todos tem direito a remissão dos pecados, desde que estejam verdadeiramente arrependidos, mas eleger um papa que lutou na 2ª geurra mundial do lado dos nazis, não será a melhor forma de pedir desculpa ao povo judeu!

  4. Loba, agora é que te afundaste… Primeiro, não podes culpar o homem por actos practicados durante uma guerra, e depois, ele desertou…

  5. 1º Não sabia que ele tinha desertado.
    2º Eu não culpei o homem de nada! Só disse que SE CALHAR não é a melhor forma de pedir desculpa aos judeus!
    3º Peço desculpa pelo erro!

  6. A Loba cai num erro que muitas pessoas, infelizmente caiem:
    Não se pode confundir os actos praticados por um país, diplomática e democraticamente, com as populações desses mesmos países. Os alemães não são todos Nazis, tal como os Indonésios, os Iraquianos, etc. Atrocidades houve muitas, mas quando há mudança, há que dar oportunidade às pessoas que ficam e que estavam subjugadas a esses sistemas.
    Por essa ordem de ideias, não poderia ser um Papa português, ou espanhol, ou Italiano, ou qualquer outro que tivesse exercido funções durante regimes ditatoriais.

Leave a Reply