Antes de mais, obrigado pela simpática resposta de…

The estimated reading time for this post is 68 seconds

Antes de mais, obrigado pela simpática resposta de Anabela Mota Ribeiro no seu blog.

Como resposta óbvia à afirmação “(…) por um livro ter sido escrito há décadas, isso isenta o autor de responsabilidades morais. Não creio que assim seja. (…)”, é claro que sim. Vai porventura julgar “O Principe” de Maquiavel à luz das convenções sociais de hoje? E se sim, o que dizer do “Manifesto Comunista”, naturalmente desactualizado hoje em dia, mas ainda uma obra a ler.

Passo então a definir as “coisas mais urgentes a ler” da própria:

– “Odisseia” de Homero na versão original em grego.

O que me leva a outra questão… Não acha que Homero faz uma exploração da beleza de Helena enquanto mulher objecto que desvirtua o todo da mulher? Não seria apropriada uma adaptação contemporânea, onde se potencie a sua importância como personagem fulcral e originadora de uma guerra selvagem, quem sabe, a verdadeira I Guerra Mundial?

Graças ao seu exemplo, vou começar a ler agora o “Livro dos mortos” em egipcio antigo, apesar de ser uma língua que desconheço de todo. Depois desta leitura, “Calvin & Hobbes” vai deixar de ter piada. Como sugestão para Anabela Mota Ribeiro deixo o “A arte da guerra” de Sun Tzu, obviamente em chinês.

Dá que pensar.

Leave a Reply